halo
 

 









As bruxas têm papel importantíssimo no Halloween. Não é à toa que

ela é conhecida como "Dia das Bruxas" em português. Segundo

várias lendas, as bruxas se reuniam duas vezes por ano, durante a

mudança das estações: no dia 30 de abril e no dia 31 de outubro.

Chegando em vassouras voadoras, as bruxas participavam de uma

festa chefiada pelo próprio Diabo. Elas jogavam maldições e

feitiços em qualquer pessoa, transformavam-se em várias coisas e

causavam todo tipo de transtorno.

Diz-se também que para encontrar uma bruxa era preciso colocar

suas roupas do avesso e andar de costas durante a noite de

Halloween. Então, à meia-noite, você veria uma bruxa!

A crença em bruxas chegou aos Estados Unidos com os primeiros

colonizadores. Lá, elas se espalharam e misturaram-se com as

histórias de bruxas contadas pelos índios norte-americanos e,

mais tarde, com as crenças na magia negra trazidas pelos escravos africanos.

O gato preto é constantemente associado às bruxas. Lendas dizem

que bruxas podem transformar-se em gatos. Algumas pessoas

acreditavam que os gatos eram os espíritos dos mortos. Muitas

superstições estão associadas aos gatos pretos. Uma das mais

conhecidas é a de que se um gato preto cruzar seu caminho, você

deve voltar pelo caminho de onde veio, pois se não o fizer, é azar na certa.

Halloween pelo mundo

A festa de Halloween, na verdade, equivale ao Dia de Todos os

Santos e o Dia de Finados, como foi absorvido pela Igreja

Católica para apagar os vínculos pagãos, origem da festa. Os

países de origem hispânica comemoram o Dia dos Mortos e não o

Halloween. No Oriente, a tradição é ligada às crenças populares de cada país.

Espanha

Como no Brasil, comemora-se o Dia de Todos os Santos em 1º de

novembro e Finados no dia seguinte. As pessoas usam as datas para

relembrar os mortos, decorando túmulos e lápides de pessoas que já faleceram.

Irlanda

A Irlanda é considerada como o país de origem do Halloween. Nas

áreas rurais, as pessoas acedem fogueiras, como os celtas faziam

nas origens da festa e as crianças passeiam pelas ruas dizendo o

famoso “tricks or treats” (doces ou travessuras).

México

No dia 1º comemora-se o Dia dos Anjinhos, ou Dia dos Santos

Inocentes, quando as crianças mortas antes do batismo são relembradas.

O Dia dos Mortos (El Dia de los Muertos), 2 de novembro, é

bastante comemorado no México. As pessoas oferecem aos mortos

aquilo que eles mais gostavam: pratos, bebidas, flores. Na

véspera de Finados, família e amigos enfeitam os túmulos dos

cemitérios e as pessoas comem, bebem e conversam, esperando a

chegada dos mortos na madrugada.

Uma tradição bem popular são as caveiras doces, feitas com

chocolate, marzipã e açúcar.

Tailândia Nesse país, existe o festival Phi Ta Khon, comemorado com música

e desfiles de máscaras acompanhados pela imagem de Buda. Segundo

a lenda, fantasmas e espíritos andam entre os homens. A

festividade acontece no primeiro dia das festas budistas